domingo, 9 de julho de 2017

Abrolhos - Bahia

Ilha de Siriba Abrolhos foto com os Atobás
O arquipélago de Abrolhos está localizado no Sul do Estado da Bahia. Está composto por cinco ilhas, no entanto somente uma é aberta para visitação e ainda de forma controlada. Para chegar até lá tem toda uma preparação. Você precisa primeiro definir por qual cidade você vai querer entrar e com qual agência você irá contratar o passeio de catamarã (que é monitorado) até Abrolhos.

Essa viagem aconteceu em Julho de 2016 e foi INESQUECÍVEL!! Uma das viagens mais legais que já fiz na vida, e olha que já rodei muito, muito!!!  Assim como os outros posts vou contar como foi a minha passagem por lá e também compartilhar alguns vídeos e fotos...quem sabe assim você se anima para ir nesse lugar tão especial e mágico?
Catamarã com Destino ao Arquipélago
Então vamos lá...Sempre tive paixão pelo mar e pelo sol,  e um sonho que sempre tive foi de ver uma baleia de pertinho...Sempre ficava observando o mar em todos os lugares onde ia com a esperança de avistar uma...Como NUNCA tinha acontecido,  resolvi dar uma mãozinha para o destino. Comecei a pesquisar e descobri que durante os meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro as baleias Jubartes vão até Abrolhos para se reproduzirem e amamentarem seus filhotes. Então pensei: férias, carro, estrada...POR QUE NÃO? E assim foi...

Peguei meu filho mais novo: O Guilherme, meu cachorro, meu noivo e  algumas garrafas de água.



Colocamos algumas roupas no porta malas e lá se foi o PEUGEOT 207 com mais de 120.000 quilômetros rodados novamente para a estrada...rssss. Veja o Hécules curtindo o rolê no vídeo abaixo:



Para ir até lá pegamos a BR 101 e seguimos  todas as dicas no Blog do Ricardo que colocou até um esqueminha feito a mão que foi muito util.  http://www.viajenaviagem.com/2009/07/de-sao-paulo-ao-sul-da-bahia-de-carro .

Eu demorei 03 dias para chegar lá ...rsss. Fui parando em lugares legais e nunca dirigindo durante a noite. Como estava com o meu cachorro a gente tinha que parar mais vezes para ele andar um pouquinho e fazer as suas necessidades. Mas eu garanto...somente a ida até lá de carro já é uma aventura. Depois das paradinhas era só engatar a quinta e seguir viagem! 

Paramos em Campo de Goitacazes no Rio e em Guarapari no Espirito Santo  é claro, para comermos a muqueca capixaba, tomar uma cerveja (porque ninguém é de ferro) olhar o mar, tirar umas fotos e dormir. 
Parada estratégica em Guarapari-ES
Somente no outro dia, pegamos o rumo até Caravelas que é a porta de entrada para o arquipélago. Ah..não reservei nada com antecedência não. Eu fiz os cálculos com a ajuda do waze de que horas chegaríamos em tal cidade...aí antes de anoitecer eu fazia a reserva pelo aplicativo do celular que também funcionou muito bem.


O acesso que usei para chegar em  Abrolhos foi pela cidade de Caravelas. A estrada até lá não é ruim, nem é excelente. Mas dá para ir tranquilo. É só ficar bem atento e não pedir demais do seu corpo. Vá no seu ritmo, pare quando achar que deve, mas nunca na estrada...sempre opte em parar nas cidadezinhas que vão aparecendo no caminho..Além de descansar, você conhece um lugar diferente e gente muito legal!

Quando está chegando na Bahia você encontra uma estrada que está todinha plantada de colorau, olha que bonito!

plantação de colorau 

Já Caravelas  que fica a 870 km de salvador e 36 km de Prado, passa o rio Caravelas que encontra o mar. Perto da cidade tem algumas praias, como Kitongo, Grauça e Iemanja, que em minha opinião não são tão lindas assim...são praias ok!



Já o centro histórico de Caravelas e cheio de casarões em estilo art nouveau e suas  ruazinhas são bem estreitas. Bem no centro, dá para observar as construções de igrejas em estilo barroco e casas com fachadas de azulejos do século XIX.  A cidade é  tão pequena que mais parece uma vila.



Os colonizadores foram os portugueses, que navegaram pelo rio Caravelas em 1503. O naturalista Charles Darwin também deus as caras por lá e se apaixonou pela região. 

Outro passeio imperdível em Caravelas, ainda mais para quem vai com crianças e adolescentes é o museu da baleia!! É muito educativo e muito interessante. E é de lá que saem as embarcações para o arquipelago! O projeto Baleia Jubarte realiza atividades de pesquisa e conservação da região em parceria com o IBAMA, que visa a melhoria da qualidade de vida das região e da conservação das baleias que inclusive já foram ameaçadas de extinção.

Museu da Baleia
Felizmente, somente no mês de julho de 2016, período em que estive por lá  já tinha aproximadamente 20.000 baleias passeando por abrolhos.

Chegamos em Caravelas já era aproximadamente umas 03 horas da tarde nos hospedamos na pousada Canto do Atobá https://pousadacantodoatoba.wordpress.com/. Fomos super bem recebidos e nosso cachorro muito bem aceito. É uma pousada bem simples, mas bastante limpa e acolhedora. Para nós foi estratégica, pois tinha um espaço bem aberto e um "quintalzinho" que usamos para deixar o Hércules para fazermos o passeio até Abrolhos.

Só conseguimos fazer o passeio depois de 02 dias. Por isso aconselho a fazer a reserva com antecedência, porque eles são muito rígidos com relação a quantidade de pessoas na ilha e com relação também ao clima (tudo é controlado pela Marinha). C ontratamos então o esperado passeio pela Horizonte Aberto Catamarã http://www.horizonteaberto.com.br/

A embarcação saiu as 7h30 da manhã e durou cerca de 03 horas para chegar até Abrolhos. Mas de boa...nem sentimos o tempo passar...foi tudo muito lindo...


era baleia passeando para cá e para lá...baleias pulando e fazendo bale para nos alegrar e também ouvimos o famoso canto delas! A embarcação também forneceu alimentação completa, bebidas não alcoólicas e muita fruta. Foi simplesmente EMOCIONANTE. Veja o vídeo onde a Baleia Jubarte nos recepciona!



Chegando lá, fomos recepcionados por uma guarda parque que nos deu as boas vindas e informações sobre a fauna e a flora, além de nos explicar sobre as normas de conduta no parque, de lá fomos até Siriba observar as aves que por lá habitam. Outro vídeo sobre os Atobás.



Em seguida tivemos o dia livre para mergulho...aí meu irmão...é realmente fantástico. É uma pena que não tirei foto dos mergulhos e nem debaixo d'agua...mas o que vi jamais saíra de minha memória...muito colorido, muita variedade de peixe...muito, muito DEMAIS. As embarcações dispobilizaram os cilindros e os snorkels. 






As 17 horas voltamos para Caravelas curtimos mais um dia a cidade e de lá partimos para Porto Seguro!

Espero que esse post tenha despertado sua vontade de se jogar no mundo e curtir a vida de verdade!

Dicas para ir até Abrolhos:

1) Se você quer gastar pouco vá de carro.
2) Se você for de avião até Porto Seguro (aeroporto mais perto) você demorar muito para chegar em Caravelas. (umas 06 horas de ônibus) de acordo com um casal que conheci lá.
3) Dirija durante o dia
4) Reserva seu passeio de Catamarã com antecedência
5) Preste atenção para não esquecer nada durante as paradas.
6) Sempre que possível carregue seu celular
7) Sempre que possível e onde tiver acesso ao Wi Fi verifique pelo waze quanto tempo para a próxima cidade.
8) Esse tipo de viagem é para curtir a natureza, o clima, a cidade. Esqueça esse negócio de hotel 5 estrelas.
9) Se você não sabe nadar, não tem problema...Coloque um Snorkel, pegue um espaguete e observe os peixinhos mesmo assim
10) Leve blusa de frio para quando estiver em alto mar.






domingo, 2 de julho de 2017

Santiago - Chile

Estação de Esqui Farellones
Cara, o que falar do Chile? Que ao descer do avião e se deparar com a cordilheira dos andes você treme na base? (treme de emoção e de frio na realidade). De que é uma cidade super charmosa? Que para onde você olha tem um surpresa agradável? Santiago do Chile é um desses lugares. Um lugar que se vai uma vez e chega em casa planejando sua volta. Para mim que estou acostumada a muito sol e praia, essa viagem realmente foi super diferente. Foi a primeira vez que vi a neve, o que a tornou uma viagem mais do que especial. Também tive a sorte de pegar a Cordilheira dos Andes cheinha de neve, as estações de esqui bombando e muito sol!!! Como isso pode acontecer eu não sei...só sei que tinha muita neve e muito sol em pleno inverno chileno.

Julho é a melhor época para ir ao Chile, com certeza você vai aproveitar bem mais porque as estações de esqui e a cordilheira estarão com neve. Em outras épocas do ano também é legal...mas já que vai até lá é bom pensar em aproveitar tudo  que ela pode te oferecer, não é mesmo?

Subida da Cordilheira dos Andes
emoção ao ver a neve tive que me jogar mesmo!!

Para chegar até Santiago do Chile o voo dura aproximadamente 04 horas (saindo de São Paulo), então é bem rapidinho. Comprei o bilhete pela Aerolíneas Argentinas (que não recomendo para ninguém) é simplesmente um horror. Tive problemas na ida e também na volta. Por conta disso ganhamos 02 dias em Buenos Aires na faixa (rsss) que irei contar em outro Post.

O ideal mesmo é planejar a sua ida até Santiago para chegar durante o dia, porque você vai conseguir observar a MARAVILHOSA E IMPONENTE CORDILHEIRA DOS ANDES já da janela do avião.
Vista de Santiago
Com relação ao dinheiro o ideal é você já levar alguns pesos chilenos para pequenos pagamentos (taxi, uma comidinha aqui, outra ali ), o restante pode ser dolár ou mesmo o seu cartão de crédito internacional ou o travel money (cartão pré pago de viagem). Também tem bastante lugar por lá que aceita o real.  Não é necessário passaporte, você consegue embarcar somente com o RG.

Santiago está localizada bem no meio de um vale  e é a capital e maior cidade do Chile, bem do ladinho da cordilheira dos Andes.  É uma cidade moderna, grande, super limpa, segura e com um metro que funciona super bem. Tem bastante coisa para fazer por lá...Mas eu acho que dedicar de 04 a 05 dias para explorar e conhecer a região é bem legal.

Esse post, assim como os outros, vou tentar contar como foi a minha experiência com essa cidade e também registrar algumas fotos. Então vamos lá...

Olha o legal mesmo é ir "desempacotado"...viagem solo. Quero dizer, vá sem agência de viagem porque você sempre vai gastar menos. Mas se é sua primeira viagem ao exterior e está meio insegura ou inseguro por estar em um país diferente, algumas agências trabalham com pacotes legais. Mas acho mesmo que não é necessário. O chile é muito bem servido de transporte público, tem bastante metro, além de ser o país mais seguro da América do Sul. Tem muitos policiais na rua e eu até vi um carrinho de mão cheio de dinheiro saindo de um banco...(se isso acontecesse aqui no Brasil não chegaria ao seu destino final com certeza rsss).

Chegando em Santiago resolvemos pegar um taxi até o hotel. Estava muito, mais muito, muito, muito frio. É um frio MUITO FRIO. Os termômetros marcavam 6 graus, mais a sensação para mim era de menos 10. Eu sempre falo nós brasileiros não estamos preparados para esse frio. Mesmo com um blusa de frio bem pesada para os padrões brasileiros, lá parecia que eu estava sem nada!

Chegando no hotel foi um sensação indescritível, o quarto tinha aquecedor...tudo era quentinho...muitos cobertores!!! EBAAA. Nos hospedamos no Hotel Panamericano, bem no centro de Santiago, pertinho da Praça da Constituição e do Palácio Presidencial e a proximidade com a estação de metro de La Moneda e Santa Ana facilitaram a nossa locomoção por lá.

No primeiro dia dedicamos para conhecer o centro histórico.  Começamos pelo  Palacio de lá Moneda que é a sede da presidência chilena, que  tem até a estátua do presidente Salvador Allende. O legal dali é que a gente pode ver a troca da guarda! conhecendo a Praça da Constituição e o Palácio Presidencial. Depois fomos até La Chascona, uma casa museu de Pablo Neruda.





Como estava muito pertinho subimos de funicular até o Cerro San Cristóbal e de lá conseguimos ter uma vista simplesmente maravilhosa de Santiago, já com as montanhas cheia de neve no fundo.
Funicular
Vista da Cidade
Depois, de metro fomos até o mercado central e conhecemos as famosas bancas de peixes que dificilmente a gente vê por aqui. Lá existe uma grande disputa entre os garçons para te oferecer uma mesa...mas já vou adiantando que comer em Santiago é bem caro! Por isso é bom você ficar bem atento aos preços oferecidos por lá!

Depois terminamos o dia no Sky Costanera. Um mirante super alto que tem entrada pelo shopping Costanera. De lá você tem um vista super DESLUMBRANTE da cordilheira. Aliás essa CORDILHEIRA é magnifica mesmo.

Se por um lado comer em Santiago é caro, outras coisas são muito baratas. Como por exemplo: roupas e maquiagem. Meninas!!! cada estojo de maquiagem que mais parece um "transformer" com mais de 10 compartimentos você paga de 50 a 100 reais!!!! Blusas de frio então...uns achados fantásticos. Leve uma graninha a mais para gastar por lá!!

Já no outro dia fomos até aquela que me chamava o tempo inteiro:  A Cordilheiro dos Andes. Distante a apenas 40 quilometros da Capital os centros de esqui de: Farellones, El colorado e Valle Nevado é um passeio OBRIGATÓRIO. Ir para o Chile e não conhecer esse lugar é a mesma coisa que ir até o Rio e não subir no Cristo Redentor. Vá, Vá, Vá!!! Farellones é muito legal e tem o preço bem mais em conta que o Valle Nevado. E para quem gosta de aventura eu aconselho passar um noite em Farellones. É sensacional!


Farellones

Cordilheira


Ah não se preocupe em comprar roupas somente para esquiar. Lá eles alugam tudo..Tem que ter a roupa especial mesmo...coisa que aqui dificilmente a gente usa..então é desnecessário se preocupar com isso.

Depois conhecemos Valparaíso e Vina Del Mar que estão há 140 quilômetros de Santiago. Valparaíso é uma cidade litorânea com vistas para o pacífico. Tem um centro histórico bem legal e é considerada patrimônio da Humanidade. Já Vina Del Mar também é conhecida como Cidade Jardim, devido aos bonitos jardins é claro.

A gente conheceu as duas em apenas 01 dia. Mas como eu não gosto de fazer as coisas correndo, eu aconselho a ir em um dia e voltar em outro...Assim dá para aproveitar bem mais por lá.



Dicas:
1) Pegue um voo direto até Santiago (com escala você perde muito tempo)
2) Fuja da Aerolíneas Argentinas
3) Vá desempacotado e compre os passeios lá no centro de Santiago
4) Planeje sua viagem para junho julho ou agosto
5) Procure sempre um hotel próximo ao centro ou do metro
6) Não precisa comprar roupas especificas para esquiar (alugar é bem melhor)
7) Esquiar não é barato. Mas já foi até lá então....se prepare para essa experiência
8) As roupas lá são bem baratas..
9) Coma o exquisito (é um cream cheese com mirtilo) muito bom mesmo
10) Tome o pisco sour...é docinho, e bem forte...vai deixar você meio leso das idéias..rsss

PRINCIPAL APRENDIZADO DO CHILE: tem tanta coisa para fazer lá.....é um lugar realmente SENSACIONAL que vale a pena se planejar para viver essa experiência!!!!

domingo, 25 de junho de 2017

Bruges - Bélgica

Um dos canais de Bruges
Por incrível que pareça chegamos em Bruges vindo de Paris e não de Bruxelas (erro gravíssimo de percurso). Deveria ter ido pela Gare Centraal de Bruxelas de trem porque ela está localizada na Bélgica, há  apenas 100 km de Bruxelas! Mas não, devido a falta de planejamento , gastei tempo e dinheiro por essa brincadeira. E que por isso, até hoje penso: que BURRADA. Eu já tava na cara do gol e não dei o chute...Mas, erros de percursos acontecem. E no final o passeio também foi bem legal.

Vou começar contando o que resolvi fazer para que você não caia nessa tentação, ok? Bom, vamos lá. Depois de passear em Bruxelas, resolvi voltar para Paris e passear mais um pouco por lá...Só que uma coisa ficava martelando na minha cabeça:  "Bruges, Bruges, Bruges...Você chegou até aqui...não compensa ir embora sem conhecer a cidade dos contos de fadas...vai lá..vai lá...(rsss)". Então, eu comecei a pesquisar pela internet e cheguei até a agencia de viagem para brasileiros que fica bem na frente do museu do Louvre que chama-se Paris City Vision. Fui até lá, com o meu super hiper mega waze (que funciona super bem) e comprei os pacotes. Valor? 190 Euros por pessoa aproximadamente. 

Saímos de Paris por volta das 7 da manhã em um ônibus super legal equipado com áudio descrição dos passeios em  Português. A viagem foi longa, o ônibus fez algumas paradas para esticarmos as pernas e comermos alguma coisa. O passeio de ida durou aproximadamente 04 horas. Cansativo demais para mim pelo menos. Sem contar que Europeu tem uma obsessão por horário, e eu vi eles deixarem duas brasileiras no ponto de parada devido ao atraso delas.

Depois de tudo isso, posso garantir que valeu a pena. É uma cidade diferente de tudo que já tinha visto, eu achava que a qualquer momento eu encontraria o reino tão tão distante do Shrek (rsss) ou então a Branca de Neve e a Cinderela fazendo compras por lá, ou andando de barquinho pelos canais.


 Lá é uma cidadezinha medieval toda em estilo gótica, e também é conhecida como Veneza do Norte.



Fizemos uma visita guiada a pé até o centro de Bruges.

Caminhada até o centro de Bruges

Conhecemos a Grande Praça, os Halles, a catedral Notre Dame do século XIII,  e o Monastério Beneditino Le Béguinage.

Monastério
Grande Praça


Como estávamos em pleno verão, resolvemos pegar um mini cruzeiro pelos canais!


Nesse passeio  conhecemos as casas de Bruges. Veja que legal no videozinho abaixo.



Mas realmente, Bruges é uma cidadezinha muito charmosa e tive a impressão que se olhasse para cima eu conseguiria ver Rapunzel jogando suas tranças pelas torres altíssimas de seus castelos e  torres.



A praça central é magnifica cheia de candelabros, estatuas e carruagens. As ruazinhas de lá são bem estreitas e as ruas são de pedra. Uma curiosidade legal é que o centro histórico de Bruges foi tombado como Patrimônio da Humanidade e é também a Capital europeia da Cultura.





Além de ter muitos restaurantes legais e lojinhas de chocolates!


Lá existe uma lenda de que os cisnes que existem nos lagos foi um castigo para a população que o imperador impôs para a população, logo após a execução de Pieter Lanchals, um dos administradores da cidade. Como o significado do sobrenome dele era “pescoço longo” e o brasão  da família  era um cisne, o imperador amaldiçoou a cidade a sempre ter estas aves em seus lagos.  Por isso tem tanto cisnes por lá!





O legal mesmo é passar uma noite lá, mas a maioria das pessoas costumam passar o dia inteiro. De noite a cidade é totalmente diferente, não tem muita coisa para fazer não, a não ser observar as luzes que dão um colorido especial aos canais.

Dicas:

1) Fuja de excursão de 01 dia saindo de Paris (é furada)
2) Pegue o trem de Bruxelas ou de Amsterdam (são 100 km só)
3) Reserve um hotel para você poder apreciar a cidade a noite
4) Faça o passeio pelos canais da cidade
5) Sempre peça uma audio descrição (ajuda muito conhecer a história da região)
6) A maioria das pessoas passa um dia inteiro na cidade (que também vale a pena) desde que você faça o passeio solo
7) No verão vá com roupas bem leve
8) Leve uma bateria reserva para o seu celular (o meu acabou a bateria bem no meio do passeio dos canais)
9) Esteja bem preparado para caminhar bastante
10) Suba até o topo da torre Belfry - tem 83 metros. A vista é fantástica!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Bruxelas - Bélgica

bar na frente do Parlamento Europeu
Chegamos lá de trem vindo de Amsterdam. O nome da cidade mesmo é Brussels o que acabou por confundir minha cabeça que já estava bem atrapalhada (conversão do dinheiro, outra língua, fuso horário, vários deslocamentos) ..resumindo meu corpo já estava dando sinais de cansaço. Desembarcamos em Bruxelles Central que também é conhecida como Gare Centrale ou Brussel Centraal. Escolhemos essa estação porque estava perto das principais atrações da cidade. Veja no vídeo abaixo a chegada desorientada rsss.





O que falar de Bruxelas? Admito que depois de passar por Paris e Amsterdam, chegar em Bruxelas é um grande choque. Primeiro porque as pessoas são bem mais sérias e fechadas e depois porque é praticamente impossível entender o que eles falam... Rsss Lá eu sempre tive a sensação de que os belgas estavam engasgados, é algo como ASGARHT , ACCHODF, se já era difícil eu entender o idioma em Amsterdam, na Bélgica ficou bem mais complicado. 

Também reservei o hotel pela internet. O hotel era um duplex com banheira!!! Todo equipado mesmo (cozinha com microondas, geladeira e tudo que é necessário para uma hospedagem). Mas confesso que fiquei com um pouco de medo de ficar lá...Parecia que só tinha a gente (eu e meu filho) hospedado naquele hotel. Mas fazer o que..já que a palavra de ordem dessa viagem era AVENTURA... só restava a opção de fazer o passeio valer a pena... Cara e como valeu! Veja a vista da sacada do hotel no vídeo abaixo.



Também tive a sensação que não teria muita coisa para fazer lá... Ledo engano!!! Como tinha coisa para fazer e como a cidade lá é bonita, bem cuidada e interessante. É uma região cheia de história, gastronomia e diversão. Além de ser considerada também a capital européia, porque abriga a Comissão e o Conselho Europeu. 

Comissão Europeia
Mas o que me fez mudar de idéia com relação a cidade? Como estava naquele estágio de cansaço e sem saber o que fazer direito por lá,  resolvi fazer um passeio pela cidade com aqueles onibus hop on hop.
Onibus hop on hop 

Foi  bastante conveniente, porque a gente pode descer onde achássemos interessante e pegar outro a qualquer momento. Foi no nosso tempo e a gente pode apreciar e aproveitar muito mesmo com esse ônibus panorâmico de dois andares e ainda com comentários gravados em espanhol. A partir desse passeio a gente conseguiu ver as principais atrações de Bruxelas!

Gui na parte de cima do onibus

Aconselho vocês a não comprarem por agencia de turismo, porque elas costumam colocar a sua taxa sobre o valor. Compre lá mesmo! Assim você economiza. 

E assim conhecemos a praça Grand-Place que é extremamente bonita e cheia de peças de ouro, tem o famoso Menneken Pis, que é aquela fonte do menininho fazendo xixi.






E várias lojas de chocolates. Dizem que o chocolate Belga é um dos melhores do mundo...Eu só sei que comprei muito chocolate por lá... e FIQUEI DURA DURA DURA..rsssss


Além disse tem muitaas outras coisas para visitar, como o Parlamento Europeu, o centro de histórias em quadrinhos. É lá que foram criados o Tim Tim e os Smurfs.


A Bélgica também é conhecida por suas cervejas. E é claro que se você for até lá, o ideal é experimenta-las apreciando o clima, as pessoas e a paisagem.



Lá também se come muito bem. Alías, foi o lugar da Europa que comi melhor. Em cada parada, em cada lugar era uma surpresa muito agradável. Tem um bairro muçulmano lá que tem um negócio extremamente MARAVILHOSO. É uma especie de pão com recheio de carne moída..você compra e come na praça com batata frita...SHOW DE BOLA. Como cheguei lá? Um  cara falou para eu descer e experimentar e eu fiz isso ...rsss. JAMAIS ESQUECEREI!!


Se eu voltaria lá? Com 100% de certeza. Só iria dedicar mais tempo também. Acho que para aproveitar bem, no mínimo 04 dias.
Região dos restaurantes
Dicas:

1) Dedique no mínimo 04 dias para conhecer Bruxelas
2) Não se empolgue muito no centro de compras (em especial com os chocolates) são bem caros!
3) O tempo lá é diferente...chove mais e é mais frio.
4) Os Belgas são de pouco papo
5) Aproveite e coma tudo que tem direito...você não vai experimentar um sabor daqueles em outro lugar do mundo!
6) Experimente as várias cervejas de lá
7) Tome um engov antes e um depois rsss
8) Ande bastante a pé...assim como Paris, Bruxelas tem muito a ser contemplado.
9) Até de for verão, ande sempre com um blusa de frio por perto.
10) Visite a casa do TinTin.